Amber Heard tem novos problemas com a justiça após julgamento contra Johnny Depp

A atriz não cumpriu as diversas regras ao levar seus cachorros para a Austrália.

publicidade

Semanas após perder o julgamento de difamação contra seu ex-marido Johnny Depp, Amber Heard continua com problemas na justiça, desta vez por conta de um caso de perjúrio que está em andamento na Austrália.

De acordo com o site ET, um porta-voz do Departamento de Agricultura, Água e Meio Ambiente da Austrália compartilhou o seguinte:

publicidade

“O Departamento de Agricultura, Água e Meio Ambiente (departamento) está investigando alegações de perjúrio da Sra. Heard durante o processo judicial para a importação ilegal de 2015 de (seus) dois cães para a Austrália”.

Segundo o relato do site internacional, Heard e Depp ainda estavam casados ​​em maio de 2015, quando ela trouxe seus dois cachorros, Pistol e Boo, para a Austrália sem declará-los e sem passarem por outro procedimento exigidos.

Os Yorkshire Terriers não passaram pela alfândega e também não aderiram à quarentena de 10 dias exigida pela Austrália.

Em julho de 2015, a atriz foi oficialmente acusada de duas acusações de importação ilegal de animais, contudo, depois de se declarar culpada de falsificação de documentos de viagem no tribunal, o caso foi encerrado.

publicidade
Amber Heard em julgamento nos Estados Unidos
Amber Heard em julgamento nos Estados Unidos (Reprodução)

Depp falou sobre o incidente em 2015 em uma entrevista no Jimmy Kimmel Live! O ator disse que “Tínhamos a impressão de que tínhamos toda a papelada feita para os cães. Estávamos lá com os cachorros na frente de todo mundo.”

publicidade

Em abril de 2016, Depp e Heard emitiram um pedido de desculpas em forma de vídeo, onde ela disse que estava “verdadeiramente arrependida” por não seguir as regras para declarar os cães.

Apesar do caso ter sido encerrado, um porta-voz do Departamento de Agricultura, Água e Meio Ambiente da Austrália disse para o E! News em outubro de 2021 que “o departamento está procurando obter depoimentos de testemunhas e, uma vez obtido, o Diretor do Ministério Público da Commonwealth considerará se as evidências são suficientes para garantir o prosseguimento do assunto”.

A briga judicial entre Johnny Depp e Amber Heard começou em 2019, quando o ator entrou com um processo de US$ 50 milhões depois que notícias começaram a sair sobre a atriz ser vítima de violência doméstica. O divórcio dos dois aconteceu em 2016.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›