A Ponte Brasil | Danielle Winits conta porque aceitou participar de reality

Mesmo sem precisar do dinheiro, a atriz se sentiu atraída por outros desafios

publicidade

Danielle Winits queria ser tratada apenas como outro ser humano em A Ponte Brasil e não vista como uma celebridade como estava acostumada.

O novo reality show da HBO Max é uma mistura de No Limite com The Circle, em que além de sobreviver em condições precárias para construir uma ponte no meio da Mata Atlântica, os participantes também precisam se preocupar com as ‘pontes’ metafóricas representadas pelos relacionamentos entre eles para concorrerem ao pelo prêmio de 500 mil reais.

publicidade

O programa reuniu artistas famosos e anônimos, entre eles a funkeira Pepita, o vocalista do CPM 22 Badauí e Danielle Winits, que conversou com o Notícias da TV e explicou por que decidiu participar do programa, mesmo sem precisar tanto do dinheiro do prêmio.

Segundo a atriz de 48 anos, o convite para o reality surgiu no auge da pandemia da COVID-19, e ela queria a chance de de isolar do marido e filhos para ter a experiência de uma pessoa que não é famosa:

“A oportunidade de poder estar livre naquele momento de muito medo e de poder ser eu mesma sem qualquer personagem foram elementos decisivos para que eu topasse a jornada”, admitiu.

“Meu maior receio era se o grupo conseguiria se desprender da imagem da atriz, das personagens de toda uma vida, e se atrelar à pessoa da vida real. Por conta de tantos personagens em alguns estereótipos direcionados mais às mulheres, o público poderia ainda fazer uma imagem misturada. Mas acredito que essa fusão já vem sendo dissipada ao longo de tantos anos já, de trabalho e de vida”

Atriz diz que seu plano era dividir o dinheiro por igual

publicidade
A Ponte: The Bridge Brasil
A Ponte: The Bridge Brasil estreou no dia 9 de junho no HBO MAX.

Durante a competição, os participantes recebem desafios que apresentam um dilema sério: eliminar um participante ou desistir de uma parte do prêmio. Danielle contou que, independentemente de como foi tratada pelas outras pessoas, ela dividiria o prêmio com todo mundo de forma igualitária:

publicidade

“A experiência de A Ponte mostra o que cada um entende por igualdade e preconceitos em todas as vertentes, princípios básicos como empatia, caráter, acolhimento e lealdade. O meu propósito seria o de poder dividir o prêmio por igual entre todos, sem distinção. Construção requer união de forças e de princípios”.

A primeira temporada de A Ponte Brasil, composta de oito episódios, está disponível na íntegra no HBO Max.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›