A Maldição de Cinderela é diversão sangrenta do começo ao fim

A Maldição de Cinderela é a mais nova produção da diretora Louisa Warren, conhecida por A Casa Mal-Assombrada, O Último Grito e Fada dos Dentes. Um filme de terror que reconta de uma forma nova e sangrenta o clássico conto de fadas.

O filme é estrelado por Kelly Rian Sanson como Cinderela, Chrissie Wunna como Fada Madrinha, Sam Barrett como Príncipe Levin, Lauren Budd e Natasha Tosini como as irmãs malvadas de Cinderela e Danielle Scott como a madrasta malvada.

A história de Cinderela é bem conhecida, onde ela vivia sendo abusada por sua madrastas e irmãs cruéis. Um dia ela tem a chance de participar de um baile e conhecer o príncipe graças a ajuda da Fada Madrinha.

O filme Louisa Warren segue basicamente o mesmo enredo, no entanto, algumas mudanças feitas tornam tudo mais interessante. Uma exemplo é a Fada Madrinha, que parece ser um antigo mal que habita um livro mágico e que assombra gerações.

Por se tratar de um filme adulto, a crueldade da madrasta e suas filhas é levado para um nível extremamente violento e sangrento, uma das cenas de tortura que o trio protagoniza é angustiante.

Cinderela é mostrada bem parecida com a do conto de fadas original, uma mulher boa com grandes sonhos. Porém, quando ela descobre o que pode fazer com os desejos concedidos pela Fada Madrinha, ela se torna protagonista de sua própria história, ou melhor vingança.

Ver Cinderela se vingar de toda a humilhação que passou é empolgante. As cenas lembram Carrie, A Estranha, e a protagonista perseguindo seus inimigos se assemelham muito a filmes slasher com um toque sobrenatural.

O filme não poupa sangue em suas cenas. Cinderela mostra sua brutalidade ao matar usando não apenas seu sapato de cristal, mas também outros objetos e os poderes sobrenaturais que conseguiu com a Fada Madrinha.

O final tem uma reviravolta inesperada e uma mensagem empoderamento, com Cinderela mostrando que não se submeterá a mais ninguém.

A Maldição de Cinderela pode não ser o melhor filme de terror, e com certeza seria se tivesse mais orçamento, mas entrega violência, sangue e medo (e até uns momentos engraçados) dignos do gênero.

E nosso veredicto de Balde de Pipoca foi:

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›