Já assistiu Mulher-Maravilha 1984? Veja 10 easter-eggs escondidos nas cenas

Gal Gadot como Diana em Mulher Maravilha 1984
Gal Gadot como Diana em Mulher Maravilha 1984 (Divulgação)

Mulher-Maravilha 1984 foi finalmente lançado nos cinemas e no HBO Max. Como é comum me filmes, está repleto de referências e Easter Eggs.

Confira abaixo uma lista com os 10 principais Easter Eggs e referências em Mulher-Maravilha 1984.

Washington DC

Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)
Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)

Embora o filme comece com uma referência óbvia à história de Diana nas Olimpíadas das amazonas, a história também dá uma pista de que assim como nos quadrinhos, a heroína morou em Washington, D.C.

Esta é uma referência maliciosa ao tempo de Diana trabalhando no Gateway City Museum na capital do país em meados dos anos 90.

Diana também morou em Washington D.C. durante a série de quadrinhos e até concorreu à presidência durante uma edição publicada na década de 1940.

Etta Candy

Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)
Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)

Embora a Mulher-Maravilha não tenha sua amiga de confiança Etta Candy para pedir conselhos no filme, sua velha amiga aparece em uma fotografia de fundo colocada no apartamento de Diana.

Embora Etta deva ter morrido na linha do tempo entre os dois filmes, Diana presta homenagem a sua melhor amiga emoldurando uma foto delas em uma balsa. A idade avançada de Etta indica que ela teve uma vida longa. Uma foto em preto e branco na casa de Diana também mostra sua introdução ao Batman Vs. Superman: A Origem da Justiça.

Relógio de Steve Trevor

Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)
Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)

Um dos principais pontos da trama do filme diz respeito à reencarnação de Steve Trevor (Chris Pine) no corpo de um estranho aleatório.

No entanto, alguns de seus pertences pessoais anteriores podem ser vistos em algumas cenas.

Em Mulher-Maravilha 1984, Diana guarda o relógio de Steve desde o primeiro filme como uma lembrança após sua morte.

É a única lembrança tangível que ela tem de seu antigo amor. Em segundo lugar, uma fotografia do Trevor Ranch (não incluída nos quadrinhos) pode ser vista no filme, que Diana posa na frente em outra referência a seu namorado morto.

Dreamstone

Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)
Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)

O principal artefato da Mulher-Maravilha 1984 é a inestimável Dreamstone, que concede a seu proprietário o poder de realizar seus sonhos e transformá-los em uma realidade de sua escolha.

Acredite ou não, a Dreamstone faz parte da tradição de DC desde os anos 1960.

Introduzida na edição de 1963 de Justice League Of America #19, a Dreamstone (também conhecido como Materioptikon) foi originalmente uma arma desenhada pelo vilão Doctor Destiny que a usou contra a Liga da Justiça.

Simon Stagg

Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)
Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)

Um elemento crucial da trama no filme inclui Maxwell Lord (Pedro Pascal) entrando em conflito com seu principal investidor, Simon Stagg (Oliver Cotton).

Como CEO da Stagg Enterprises, Simon é um vilão auxiliar da DC desde 1965.

Embora muitas vezes limitado ao mundo das finanças corporativas, Stagg frequentemente aparece nos quadrinhos como inimigo de figuras heroicas como The Element Man, Metamorpho e Flash.

Prevendo a Mulher-Leopardo

Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)
Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)

No filme, Barbara Minerva (Kristen Wiig) usa a Dreamstone para se transformar em uma predadora chamada Mulher-Leopardo. Mas antes de fazer sua transformação felina, Bárbara faz uma referência verbal do que está por vir.

Ao abordar a roupa elegante de Diana, Bárbara elogia seus saltos altos de ‘animal print’. Esta é uma referência direta à sua metamorfose iminente de Bárbara a Mulher-Leopardo, e o quanto a personagem gosta de sua nova aparência de gato.

Jato invisível

Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)
Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)

Uma das maiores referências históricas ao folclore da Mulher-Maravilha vem de sua marca registrada: o Jato Invisível, que foi apresentado com a personagem em 1942.

Diana usou a aeronave até conseguir voar manualmente quatro décadas depois. Em Mulher-Maravilha 1984, Diana usa um feitiço de camuflagem para esconder a aeronave roubada por ela e Steve.

Bialya e Adão Negro

Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)
Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)

Embora a maior parte do filme se passe em Washington D.C., uma subtrama leva a Mulher-Maravilha a uma temporada no Egito.

Enquanto está Oriente Médio, é feita menção ao país de Bialya, uma nação fictícia introduzida pela primeira vez pela DC em 1987.

Apresentado na Liga da Justiça #2, Bialya é um país fictício no Oriente Médio e abriga uma base militar estratégica onde o supervilão Adão Negro massacrou milhares de habitantes locais décadas depois.

Armadura de Ouro

Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)
Cena de Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)

Apesar de ter surgido nos quadrinhos durante a década de 1990, todo um novo pano de fundo sobre a Armadura da Águia de Ouro de Diana é dado no filme.

No filme, a armadura é uma relíquia geracional passada para Diana depois que foi usada por Asteria, a primeira amazona a adentrar no mundo dos humanos.

No entanto, a armadura icônica foi introduzida pela primeira vez na série Elseworlds Kingdom Come publicada em 1996. A Armadura da Águia de Ouro foi feita sob medida para Diana por Pallas, outra amazona poderosa.

Asteria / Lynda Carter

Lynda Carter como Asteria em Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)
Lynda Carter como Asteria em Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)

Os fãs mais jovens da Mulher-Maravilha podem não ter ideia de quem é a mulher que faz uma aparição especial no meio da sequência de créditos.

A mulher é ninguém menos que Lynda Carter, a atriz que interpretou a Mulher Maravilha na série de TV homônima que foi exibida de 1975 a 1979.

Em um aceno amoroso ao envolvimento de Carter com a propriedade, Jenkins a escalou como Asteria, a lendária Amazona. O personagem não existe nos quadrinhos e foi criado especificamente para a Mulher Maravilha de 1984.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações e filmes e séries de super heróis e monstros.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›