Zack Snyder revela real motivo de ter saído da direção de Liga da Justiça em 2017

Zack Snyder no set de Liga da Justiça (Divulgação)
Zack Snyder no set de Liga da Justiça (Divulgação)

Em recente entrevista ao Cinema Blend, Zack Snyder revelou o real motivo de sua saída da produção de Liga da Justiça em 2017. Na época, o diretor havia perdido sua filha Autumn, de apenas 20 anos, que cometeu suicídio.

“Eu estava simplesmente cansado. Eu estava neste lugar, sabendo que minha família precisava mais de mim do que essa besteira, e eu precisava honrar a eles e fazer o melhor que fosse possível para curar aquela dor. Eu não tinha energia para lutar contra [o estúdio] e lutar [pelo filme]. Literalmente, zero energia para isso. Acho que isso foi o principal. Porque todo filme é uma luta, certo? Eu estava acostumado com isso. Mas eu simplesmente não tinha energia. Eu já tinha sido espancado pelo que estava acontecendo na minha vida e eu não queria, não me importava… foi mais ou menos assim”. 

O cineasta é casado com a produtora Deborah Johnson desde 2004. Além de Autumn, eles têm sete filhos: Olivia, Willow, Eli, Ezekiel, Jett, Sage e Cash

Com a saída de Snyder na época, a Warner Bros. convidou Joss Whedon (de Os Vingadores e Os Vingadores: Era de Ultron) para assumir a direção do projeto. Whedon regravou inúmeras cenas, modificou a obra (quase) por completo e finalizou a versão que foi exibida nos cinemas.

Zack Snyder dirigindo Ben Affleck e Gal Gadot em Liga da Justiça (Divulgação/Warner)
Zack Snyder dirigindo Ben Affleck e Gal Gadot em Liga da Justiça (Divulgação/Warner)

O resultado acabou não agradando aos fãs e aos próprios atores da produção, que passaram a pressionar o estúdio para permitir que o longa-metragem ganhasse uma versão dirigida por Snyder.

Diante da petição, em 2020 foi anunciado que o diretor americano teria a chance de gravar novas cenas e adaptar a produção para ser exibido no HBO Max.

Justice League: Director’s Cut deve chegar ao serviço de streaming da Warner em março e contará com vários elementos que acabaram deletados da versão cinematográfica de 2017. O longa terá duração de quatro horas, chegando na íntegra à plataforma e sem cenas pós-créditos.

Formado em Criação e Produção Audiovisual. Frequentador assíduo das salas de cinemas e também colecionador há anos de filmes em DVD e Bluray. Atuou como produtor e editor do SBT e na redação de blogs e sites em geral. Atualmente, trabalha como redator do E-Pipoca.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›