Xochitl Gomez contou com mentoria de co-estrela de Doutor Estranho 2

A atriz também contou como observava Elizabeth Olsen no set para se espelhar nela

publicidade

Prestes a estrear nos cinemas e no Universo Cinematográfico Marvel, como América Chavez em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, a jovem Xochitl Gomez está aproveitando bem a oportunidade de contracenar com grandes atores, pegando conselhos com uma de suas co-estrelas.

Durante uma recente entrevista ao site americano Screen Rant, a atriz revelou que contou com a mentoria de ninguém menos que Elizabeth Olsen durante seus tempos no set de filmagens do longa, que lhe deu um ótimo conselho, que ela seguiu e lhe trouxe resultados positivos.

“Elizabeth Olsen, ela me deu conselhos fantásticos. Ela disse para nunca hesitar em dar uma ideia à Marvel, ou apenas falar sobre meu personagem. E que a Marvel realmente quer suas ideias, ou quaisquer notas ou qualquer coisa. Eu disse: ‘Ok’. E eu fiz isso! Eu aceitei o conselho, e foi muito gratificante ver algumas das ideias que dei realmente acontecerem. Então faríamos isso em uma cena, e é tipo: ‘Uau’, especialmente na minha idade. Era só: ‘Uau’”, ela contou.

publicidade

Indagada se ela poderia falar sobre algumas de suas ideias para a personagem que acabaram sendo incluídas no filme, ela não deixou escapar nada, apenas respondendo que isso poderia acabar se tornando spoilers.

Rachel McAdams como Dra. Christine Palmer, Benedict Cumberbatch como Dr. Stephen Strange, e Xochitl Gomez como America Chavez em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura
Rachel McAdams como Dra. Christine Palmer, Benedict Cumberbatch como Dr. Stephen Strange, e Xochitl Gomez como America Chavez em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (Divulgação/ Marvel Studios)

Em outra entrevista, dada ao site Collider, Gomez admitiu ser uma grande fã de Olsen, quando indagada em qual de suas co-estrelas ela mais prestou atenção com intenção de aprender com seu trabalho.

“Todos são ótimos, mas em particular, eu olhei para Lizzie, especialmente enquanto ela estava atuando e se preparando para fazer uma cena. Eu a observava. Eu juro, eu não era um perseguidora. Parece perseguidora, mas não foi assim”.

“Ela é uma mulher tão poderosa. Especialmente eu, como uma jovem (atriz), eu constantemente a admirava. Cinco minutos antes de uma cena que era difícil, ela entraria naquele momento, e eu percebi: “Bem, se ela está fazendo isso, eu provavelmente deveria fazê-lo também.’ E eu fiz isso. Isso me ajudou. Aprendi tanto com ela, e ela nem sabe”, ela confessou.

publicidade

Ela também destacou como ela se esforçou para não deixar de passar na tela toda a juventude e resiliência de sua personagem naquele ambiente tão adulto em que ela acaba inserida no filme.

“Quando você tem algumas coisas loucas acontecendo, é um pouco difícil. Uma coisa que realmente ajuda é que ela tem 14 anos, o que é mais jovem do que ela era em qualquer um dos quadrinhos. Isso realmente ajuda, ao escrever uma nova introdução, que eu acho que o (roteirista) Michael Waldron fez muito bem”, ela afirmou.

publicidade

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura chega aos cinemas em 5 de maio.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›