7 DIFERENÇAS ENTRE OS LIVROS E A SÉRIE

BRIDGERTON

Se tornando umas das séries mais assistidas da Netflix, Bridgerton é inspirada nos romances de Julia Quinn. Mas, a trama sofreu várias mudanças para chegar à Netflix.

Antes da se ir para nas telinhas do streaming, a trama ganhou um pequeno tapinha com direito até a personagens que não existem nos livros.

Nos romances, o Duque de Hastings não aparece em reuniões ou eventos como na série, e Daphne estava sempre sozinha, ou acompanhada por seu filho.

A 1ª temporada da série também trás um Simon super protetor e uma Daphne disputada por todos, mas nos livros nada disso acontece

No romance, Daphne era mal vista por ainda está procurando um marido. Inclusive, a maioria dos homens se recusava a casar com ela.

Nos romances, a identidade secreta de Penelope só foi descoberta no quarto livro, enquanto que na série, a verdade sobre a Lady Whistledown aparece ainda na 1ª temporada

Na Netflix, Eloise é uma personagem bem ativa, participa de reuniões políticas e apresenta um lado rebelde, algo que não acontece nos livros.

No livro, o triângulo amoroso entre Edwina, Anthony e Kate não existe porque Edwina sequer tem grande ligação com Anthony.

Na 1ª e 2ª temporadas, Bridgerton ganhou personagens que não estão nos livros, como a Rainha Charlotte, o Príncipe Friedrich, a cantora de ópera Siena Russo e Theo Sharpe.

Todos os episódios do romance inglês já estão na Netflix. Mas você pode seguir o ePipoca nas redes sociais para ficar ligado nas novidades de Bridgerton.