“Queria quebrar minha costela, fazer churrasco e comer”, diz ex-affair de Armie Hammer

Courtney Vucekovich
Courtney Vucekovich: Reprodução / Facebook

Após o vazamento de prints de uma suposta conversa entre o ator Armie Hammer e uma mulher não identificada, ele teve sua vida virada de cabeça para baixo.

Na conversa de conteúdo erótico, Hammer afirma ser “100% canibal” e desejar tomar o sangue da sua interlocutora.

Houve quem o defendesse dizendo que poderia ser uma montagem para manchar sua carreira, porém, agora outra pessoa se manifestou publicamente sobre o assunto: uma ex-affair, a empresária Courtney Vucekovich.

O casal teve um breve relacionamento que durou entre os meses de junho e agosto do ano passado, alguns meses depois do casamento de 10 anos com Elizabeth Chambers terminar.

Courtney revelou ao jornal Page Six que ele realmente sempre costumava tocar nesse tipo de assunto, mas ela nunca havia levado a sério.

“Ele me disse que queria quebrar minha costela, fazer um churrasco e comer. Foi muito estranho, mas você não pensa naquilo de novo. Ele dizia ‘queria arrancar um pedaço seu’. Se eu tivesse um corte na minha mão, ele lambia. Mas não ficava mais estranho do que isso”, revelou ela.

Ela disse, ainda, que não tem como provar nada sobre a veracidade do conteúdo da conversa dos prints vazados na internet, mas ela “não duvida que sejam verdadeiros”, uma vez que Hammer “gosta da ideia de ter pele em seus dentes”.

“Ele entra na sua vida com muito impacto, é uma pessoa muito cativante. Ele tem uma presença muito forte e sabe disso e ele usa isso de uma forma que faz as mulheres pensarem ‘nossa, que incrível’ – principalmente mulheres jovens – e essa é a parte assustadora: o quão bom ele é em manipulação e em te fazer acreditar que ele nunca sentiu isso por outra pessoa”, afirmou ela, que disse que a relação era abusiva.

“Ele rapidamente te molda dentro da relação. Ele te cativa e enquanto está sendo charmoso, está te moldando para essas coisas que são pesadas e sombrias e exaustivas. Exaustivas digo mentalmente, fisicamente, psicologicamente, emocionalmente, financialmente, tudo”, continuou.

“Eu não me sentia segura. Ele transforma a relação em algo tipo ‘eu vou te ensinar tudo’. Eu sou mais esperta do que isso, mas não na hora. Eu sempre soube, eu tinha essa sensação de que alguma coisa não estava certa, que ele não estava bem”, afirmou.

Outra coisa que a empresária de 30 anos revelou foi que sentia medo por ele estar sempre bêbado e drogado:

“Ele fez coisas comigo que eu não me sentia confortável. Deus sabe como ele me convenceu que essas coisas eram ok e acabou me colocando em algumas situações perigosas em que eu não estava bem. Em que ele estava bebendo muito e eu não e eu ficava com medo.”

“Mas você acaba fazendo coisas que não são comuns pra você, incluindo no âmbito sexual.”, concluiu, dizendo que não queria dar detalhes sobre a vida sexual dos dois para não tirar o foco do abuso que sofreu.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›