Protagonistas de Amigas Para Sempre revelam parte difícil da série

Tully (Katherine Heigl) e Kate (Sarah Chalke) em Amigas Para Sempre (Reprodução)1
Tully (Katherine Heigl) e Kate (Sarah Chalke) em Amigas Para Sempre: (Reprodução)

As atrizes Katherine Heigl e Sarah Chalke aceitaram o desafio de interpretar as melhores amigas Tully e Kate na série Amigas Para Sempre (Firefly Lane), da Netflix.

Além de precisar descobrir a essência das duas amigas, elas precisaram interpretá-las como estudantes universitárias adolescentes, jovens jornalistas nos anos 80 e mulheres de 40 e poucos anos enfrentando vários desafios que suas escolhas de vida trouxeram para elas em 2003.

Isso exigiu que as duas estrelas saíssem bastante das suas respectivas zonas de conforto.

Recentemente, as atrizes deram uma entrevista ao site Decider e comentaram que, apesar dos desafios que precisaram enfrentar, todo o esforço necessário para sua participação na série valeram a pena, principalmente em relação ao seu crescimento pessoal como artistas.

“Esse trabalho também trouxe muitos desafios que foram muito empolgantes para mim”, disse Chalke, que lembrou que precisava estar pronta para interpretar sua personagem nos mais diferentes momentos no mesmo dia.

“Tudo no mesmo dia você está dançando na mesa, você está fazendo uma cena em que você está soluçando sobre a dor do seu divórcio e talvez você esteja nadando pelado em uma piscina à noite no inverno no Canadá.”

A atriz lembrou ainda que uma das cenas mais importantes foi a do parto, que acabou lembrando a sua vivência da vida real quando se tornou mãe.

Já Katherine Heigl, falou que teve uma sensação libertadora com sua personagem.

“Havia algo tão libertador em interpretar Tully sobre abraçar essa parte do divino feminino porque eu acho que tudo faz parte, não é? Você sabe, sendo terno, sendo empático, sendo um nutridor. ”

“Mas também existe aquele outro lado de ser mulher que é se abraçar e se amar o suficiente para saber o que você quer e ir atrás disso e saber quem você é e sua verdade o suficiente para não se desculpar quando alguém não gosta. Foi muito divertido ser ela”, refletiu.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›