Produtor revela detalhes de cena íntima entre Lúcifer e Chloe

Lúcifer: Divulgação

Após 5 temporadas, os fãs finalmente viram Lúcifer e Chloe em cena íntima. O produtor da série revelou como trabalhou para conseguir fazer isso acontecer.

O público esperava por um momento íntimo entre Lucifer Morningstar (Tom Ellis) e Chloe Decker (Lauren German), e isso aconteceu, finalmente, depois de cinco temporadas.

A este respeito, em entrevista ao Assignment X, Mike Costa, o produtor executivo da diabólica série da Netflix, explicou que essa foi uma das séries mais discutidas da temporada, pela forma como ela seria feita durante as filmagens. Veja os motivos do produtor:

“Um, por causa de como queremos apresentar isso ao público e o que isso significará. Mas também, para garantir que os atores estejam confortáveis.”

“Essas cenas de amor, por serem físicas, não são muito diferentes das cenas cheias de acrobacias complicadas, porque são atores que interagem fisicamente uns com os outros, e você quer ter certeza de que seus atores estão o mais seguros e confortáveis ​​possível.”

O produtor de Lúcifer também revelou que, antes de fazer a cena, houve muita discussão entre o diretor Richard Speight, Tom Ellis e Lauren German sobre como os atores deveriam realizar a coreografia da cena:

“Não deixamos isso ao acaso naquele dia e dissemos: ‘Ah, qual é?’ Nós realmente pensamos sobre como cada movimento seria, então, como eu disse, [foi tratado como] um truque.”

“A todo momento, Tom e Lauren sabiam exatamente o que iria acontecer, quem faria o quê, onde a câmera estaria. Foi coreografado com muito cuidado por muitos motivos diferentes. E é a coisa certa a fazer quando você faz cenas como essa.”

“Hollywood está aos poucos se aproximando dessa ideia e agora, da mesma forma que temos coordenadores de dublês, há coordenadores de cenas íntimas que estão lá para fazer com que os atores se sintam seguros, que ninguém se sinta explorado ou convencido a fazer algo que eles não querem fazer.”

“Como eu disse, somos um grupo muito unido e não queremos que ninguém sinta que está sendo pressionado a fazer coisas que os deixam desconfortáveis, então houve muita conversa sobre como seria e como seria.”, finalizou.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›