Queda de assinantes faz Netflix mudar estratégia e parar de focar em quantidade

A empresa vem fazendo diversas mudanças desde perdeu assinantes e houve queda no preço de suas ações

publicidade

A Netflix se concentrará em fazer filmes que atraem um público mais amplo, visando sucessos como O Projeto Adam e Alerta Vermelho, em vez de gastar dinheiro em projetos caros destinados a ganhar prêmios.

Segundo um artigo do THR, o plano visa minimizar custos ao reduzir o número de executivos e produtores que recebem um salário da Netflix, mas não reduzirá necessariamente os orçamentos de produção.

publicidade

Ou seja, a Netflix pretende entregar um bom filme de US$ 20 milhões em vez de dois de US$ 10 milhões, com isso a empresa tem como objetivo fazer menos filmes, mas melhores, em vez de lotar o mercado com muitos lançamentos.

A notícia veio após vários cancelamentos e demissões quando o preço das ações da Netflix começaram a cair. A empresa perdeu assinantes pela primeira vez em muito tempo, de acordo com o último relatório trimestral.

Muito disso veio da Rússia, onde a empresa interrompeu o serviço em meio à invasão da Ucrânia, como também pelo aumento de preço do serviço em várias partes do mundo.

Em uma reunião com analistas em abril, o co-chefe da Netflix, Ted Sarandos, compartilhou:

publicidade

“Há apenas alguns anos, estávamos lutando para monetizar o mercado em pequenos filmes de arte. Hoje, estamos lançando alguns dos filmes mais populares e assistidos do mundo. Nos últimos meses, coisas como Não Olhe para Cima e Alerta Vermelho e O Projeto Adam, como exemplos disso”.

Esse plano deixa a Netflix mais alinhada com o resto da indústria cinematográfica, em que orçamentos minúsculos são destinados para filmes independentes e orçamentos gigantescos para projetos que agradam a multidão, com filmes de orçamento médio desaparecendo em grande parte.

publicidade

Contudo, a HBO Max está tomando um direção oposta da maioria. O novo CEO da Warner Bros. Discovery, David Zaslav, supostamente não quer que nenhum filme original custe mais de US$ 35 milhões.

O plano da Netflix continua sendo lançar um novo filme original toda semana, embora alguns deles também sejam adquiridos de outros lugares. Um exemplo disso é o thriller de Emily Blunt, Pain Hustlers, que a Netflix adquiriu recentemente por cerca de US$ 50 milhões.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›