Netflix é processada por enganar acionistas

Empresa teria feito declarações falsas para obter lucro e causado prejuízo aos investidores

publicidade

A Netflix vem enfrentando momentos díficeis nos últimos meses, pois além de apresentar resultados frustrantes sobre as perspectiva de crescimento, a empresa também teve um queda drástica de assinantes bem como no valor de suas ações.

Agora, de acordo com o ComicBook, uma ação coletiva de acionistas foi movida contra a Netflix.

publicidade

O escritório de advocacia da Glancy Prongay & Murray LLP anunciou uma ação no Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Norte da Califórnia, alegando que a Netflix “fez declarações materialmente falsas e/ou enganosas” e, como resultado, custou aos investidores que possuíam ações a partir de outubro de 2021 a abril de 2022 um pouco de dinheiro.

Um comunicado da empresa para a imprensa relatou detalhes as reuniões trimestrais mais recentes da Netflix, realizadas em janeiro de 2022 e abril de 2022, quando a empresa revelou pela primeira vez que havia “adições líquidas pagas ligeiramente superestimadas” para o quarto trimestre de 2021 e o primeiro trimestre de 2022.

No final do ano passado, a Netflix ficou aquém de sua previsão de assinantes por uma margem de apenas 200 mil usuários, mas no início de 2022 eles renderam -200 mil usuários contra uma previsão de 2,5 milhões de adições (o valor negativo de usuários pagos, no entanto, foi devido à interrupção do serviço na Rússia, resultando na perda de 700 mil assinantes pagos.)

Quando esta notícia se tornou pública, o preço das ações da Netflix caiu 21%, de US$ 348,61 (R$ 1711,81) para US$ 226,19 (R$ 1110,68).

publicidade

O ponto principal do processo é alegar que a Netflix “fez declarações materialmente falsas e/ou enganosas, bem como não divulgou fatos adversos materiais sobre os negócios, operações e perspectivas da empresa“, especificamente no que diz respeito ao crescimento mais lento do que o previsto.

O processo acrescenta que “as declarações positivas (da Netflix) sobre os negócios, operações e perspectivas da empresa eram materialmente falsas e/ou enganosas e/ou careciam de uma base razoável”, considerando como elas estavam “exibindo um crescimento de aquisição mais lento” e “enfrentando dificuldades para reter clientes”.

publicidade

O processo está procurando investidores que possam ter “comprado ou adquirido ações ordinárias ou opções de compra da Netflix, Inc., ou vendido opções de venda, entre 19 de outubro de 2021 e 19 de abril de 2022” e estão buscando “danos compensatórios… por todos os danos sofridos em decorrência dos atos ilícitos dos Réus, em valor a ser provado em juízo, incluindo juros sobre o mesmo”.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›