Netflix renova Bridgerton para uma segunda temporada

Bridgerton (Reprodução / Netflix)
Bridgerton (Reprodução / Netflix)

Bridgerton é uma dos maiores sucessos recentes da Netflix, e claro que a primeira temporada deixou os fãs querendo mais.

Nesta quinta-feira (21), as redes sociais oficiais da Netflix confirmaram a renovação de Bridgerton para a segunda temporada.

Na publicação do Instagram, o famosos serviço de streaming escreveu o seguinte:

“Já preparando as minhas colheres aqui. A segunda temporada de Bridgerton está confirmada”.

Netflix divulga renovação de Bridgerton
Netflix divulga renovação de Bridgerton (Reprodução/ Instagram)

A frase é um referência a uma das cenas mais picantes da série, onde o Duque de Hastings (Regé-Jean Page) está tomando chá e começa a lamber a colher de forma sensual na frente da sua futura esposa Daphne Bridgerton (Phoebe Dynevor).

Segundo projeção da Netflix, a série deve alcançar pelo menos 63 milhões de espectadores em 28 dias de vida. Ela foi lançada no dia 25 de dezembro, e a plataforma já avisou que notícias sobre os números serão divulgadas na semana que vem.

Bridgerton é um épico no melhor estilo Gossip Girl, onde uma misteriosa mulher publica em um jornal impresso diversas fofocas sobre a alta sociedade da Regência Britânica.

O seriado é baseado em uma série de livros escrito por Julia Quinn.

Recepção da crítica

A primeira temporada de Bridgerton conseguiu 90% de aprovação da crítica e 83% de aprovação do público. Leia outra avaliações:

“Eu não estava loucamente apaixonado pelo show, mas me divertia infinitamente com ele” – Matthew Gilbert, Boston Globe.

“No final das contas, parece vazio – mas, ao contrário de mim, sua quilometragem pode variar” – Michael Blackmon, BuzzFeed News.

“São oito episódios de Bridgerton, e todos eles têm finais que são como capítulos de um bom livro: eles o deixam em um ponto onde você só quer ler mais um capítulo antes de desligar a luz para a noite” – Linda Holmes, NPR.

“Bridgerton é divertido o suficiente e vai causar um certo incomodo, mas seus temas sobre amor, casamento e classe não são tão progressivos quanto gostaria de pensar” – Roxana Hadadi, RogerEbert.com.

“Este é um romance bonito e luxuoso que atrairá um grande público, mas também é meticulosamente insubstancial” – Robert Levin, Newsday.

“Uma atualização sexy, alegre e colorida do clássico conto de cortejo da era Regencial” – Ann Donahue, indieWire.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›