Mick Jagger recusa comparação com Harry Styles: “Usava mais maquiagem do que ele”

O vocalista da banda Rolling Stones ainda disse que era mais andrógino

publicidade

O vocalista da banda Rolling Stones, Mick Jagger, não aceitou ser comparado com o cantor e ator Harry Styles e disse que, além de usar mais maquiagem com ele, ele se considera mais andrógino.

Jagger, 78 anos, elogiou o cantor britânico de 28 anos, mas disse que eles não são nada parecidos.

publicidade

“Eu gosto do Harry, nós temos uma relação fácil. Eu usava muito mais maquiagem do que ele. Vamos lá, eu era muito mais andrógino”, declarou Jagger em entrevista ao The Sunday Times.

“Ele não possui uma voz como a minha ou se mexe como eu. Ele só tem uma semelhança superficial a como eu era na juventude, o que está tudo bem. Ele não tem culpa disso”, acrescentou.

Harry Styles é um cantor, compositor e ator, ele ficou mais conhecido ao lançar seu segundo álbum Fine Line, em 2019, com canções como Watermelon Sugar. No ano passado ele se tornou o primeiro artista solo masculino no Spotify a atingir 100 milhões de streams em todas as músicas disponíveis na plataforma. 

Ele também cantou na banda One Direction, na qual ficou até 2015. Como ator ele também atuou em diversas produções como Não Se Preocupe Querida (2022), documentário One Direction: Where We Are (2014), One Direction: This Is Us (2013), Miss Americana (2020), Dunkirk (2017) e Eternos (2021).

publicidade
MIck Jagger e Harry Styles (Imagem Reprodução Instagram)

Harry Styles contou que seu maior medo era não ser queridos pelos fãs

Em entrevista ao DJ Zane Lowe, para o Apple Music 1, o artista confessou que tinha muito medo que o público não gostasse do seu trabalho e da sua pessoa.

publicidade

“A música é uma indústria na qual todo mundo realmente quer ser amado. E não é um lugar fácil de se chegar, porque é um mundo onde todos nós queremos ser amados e, dentro disso, todo mundo está meio que engasgado com [a necessidade de receber] esse tipo de reforço positivo.”, explicou Harry.

“Sim, e eu acho que o que é tão excitante e perigoso nisso é que você coloca tanto amor em uma indústria que é tão inconstante, que te ama de volta somente quando você está indo bem. E se você não for, você é simplesmente expulso.”

“E é compreensível, que é realmente assustador ficar pensando coisas como: ‘Ninguém está falando sobre mim’, ou ‘Ninguém se importa’, todas essas coisas, entrar nesse tipo de lugar. E eu tenho que entrar nas mídias sociais e lembrar as pessoas que estou vivo ou todas essas coisas. E eu meio que sinto que fiz muito dessa coisa constante quando estava na banda”, concluiu o ator.

Harry Styles (Divulgação)

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›