Jurassic World: Domínio tem ação e nostalgia, mas não satisfaz completamente

Os críticos compartilharam suas impressões sobre Jurassic World: Domínio.

publicidade

Jurassic World: Domínio encerra a famosa franquia de dinossauros que começou em 1993 com Jurassic Park, o filme chegou nos cinemas brasileiros no dia 2 de junho, enquanto no EUA chega no dia 10 de junho.

O longa metragem tem direção de Colin Trevorrow, e seu elenco inclui Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Sam Neill, Laura Dern, Jeff Goldblum e Isabella Sermon.

publicidade

Em um mundo onde humanos agora convivem com dinossauros, um grupo tenta revelar a verdade sobre uma empresa que está causado um desequilíbrio ecológico que pode levar a uma catástrofe.

Domínio conseguiu uma pontuação de 88% dos críticos no Rotten Tomatoes, enquanto no IMDb alcançou a nota 6,4 / 10.

A título de comparação, Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros uma pontuação de 71 % no Rotten Tomatoes, enquanto Jurassic World: Reino Ameaçado tem uma pontuação de 47%.

A recepção dos críticos foi positiva em sua maioria, apesar dos comentários um tanto mornos, onde destacaram a nostalgia e a ação, mas que não chega satisfazer totalmente. Confira a seguir os comentários:

publicidade

“No final das contas, é o que é. Se você quer dinossauros, perseguições e rostos familiares, Jurassic World: Domínio oferece. Se você quiser um pouco de tempero, sangue e surpresa, terá que procurar em outro lugar” – Ard Vijn, ScreenAnarchy.

“Um filme que usa as velhas lendas da franquia para dar um duro golpe emocional em seus novos personagens” – Jorge Arturo Mora, La Nación (Costa Rica).

publicidade

“O fim de uma era… cheia de nostalgia, e acima de tudo, fiel às ideias cimentadas dos seus antecessores” – José Roberto Landaverde, Cine Premiere.

Blue e Beta em Jurassic World: Domínio (Reprodução / Universal)
Blue e Beta em Jurassic World: Domínio (Reprodução / Universal)

“Embora não seja um nível ruim de Jurassic Park III, Domínio conclui não tanto com um rugido triunfante, mas com o gemido exausto de uma criança pronta para ir para casa” – James Marsh, South China Morning Post.

publicidade

“Como um bom filme de aventura à imagem e semelhança de Indiana Jones, prioriza seu ritmo de alta octanagem e cenas de ação espetaculares acima da plausibilidade” – Emiliano Basile, EscribiendoCine.

“… Retorna à base espiritual da saga” – Ezequiel Boetti, Otroscines.com.

“… Uma aventura divertida que não satisfaz completamente” – Marcelo Stiletano, La Nación (Argentina).

publicidade

“Nunca decola. Ou, pelo menos, leva o seu tempo” – Pablo O. Scholz, Clarín.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›