Ex-namorada chama Johnny Depp de viciado e detona ator em tribunal: “Ciumento e controlador”

Em depoimento gravado em 2019, Ellen Barkin detalhou relação com ator que durou apenas 6 meses

publicidade

Na última semana, o julgamento entre Johnny Depp e sua ex-mulher, a atriz Amber Heard, revelou um depoimento inesperado, que colocou o astro em maus lençóis.

No tribunal americano, a defesa de Amber Heard exibiu um depoimento gravado, em que a ex-namorada de Depp, a atriz Ellen Barkin, testemunhava contra o ator.

publicidade

Johnny Depp e Ellen Barkin tiveram um relacionamento curto em 1994. O namoro do casal teria durado entre apenas três e seis meses, mas já foi um tempo suficiente para Barkin conhecer os piores defeitos de Depp.

Ellen Barkin
Ellen Barkin em depoimento gravado (Reprodução)

Na gravação, Barkin é questionada pela advogada de Amber, que chega a perguntar se a atriz sabia sobre os vícios de Depp. Em seu depoimento, a atriz respondeu que sempre soube: “Ele estava bêbado o tempo todo, na maioria das vezes.”

Mas, a advogada de Amber também questiona se o ator fazia uso de alucinógenos, cocaína ou outras drogas. Novamente, a ex-namorada de Depp afirmou que “sim”, dizendo que já tinha perdido a conta quantas vezes viu o astro se drogando.

publicidade

“Eu não poderia nem te dizer. Quero dizer, eu só sei que ele estava sempre bebendo e, ou fumando baseado.”

Johnny Depp em tribunal
Johnny Depp em tribunal (Reprodução/ YouTube)
publicidade

Ainda em seu depoimento, Ellen Barkin comenta sobre o ciúme controlador de Johnny Depp, revelando que já teria brigado com o ator por conta disso.

“Ele é apenas um homem ciumento, controlador. Onde você está indo? Com quem você vai? O que você fez ontem a noite?… Eu tive um arranhão nas costas uma vez que o deixou muito, muito irritado porque ele insistiu que era por eu ter feito sexo com uma pessoa que não era ele”, disse.

Uma batalha milionária

Johnny Depp e Amber Heard em julgamento nos Estados Unidos
Johnny Depp e Amber Heard em julgamento nos Estados Unidos (Reprodução)
publicidade

A batalha judicial entre Johnny Depp e Amber Heard começou há algumas semanas, quando um processo iniciado pelo ator foi aos tribunais. Em seu processo, Depp acusa Amber de difamação e US$50 milhões em indenizações.

Pouco tempo após o inicio do julgamento, Amber entrou um recurso chamado de reconvenção e agora também acusa seu ex-marido. Pedindo uma quantia de US$ 100 milhões, a atriz afirma que sofreu um série abusos físicos e sexuais durante seu relacionamento com Depp.

Em sua defesa, Depp afirma que nunca agrediu Amber e cita um artigo publicado pela atriz no The Washington Post, em 2018.

publicidade

Na época, Amber comoveu a mídia, ao revelar que era uma sobrevivente de agressões domesticas. Mas, embora Heard não tenha citado o nome de Depp, a atriz deixou implícito que ele seria o seu agressor.

O julgamento entre Amber e Depp deveria durar cerca de cinco semanas, mas não tem uma data definida para ser encerrado.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›