Anatomia de Um Escândalo: Atrizes só aceitaram papel em série da Netflix por um motivo

Roteiro da série tem cenas pesadas, mas forma como a história é contada fez atrizes baterem o martelo

publicidade

Anatomia de um Escândalo contou não só com uma boa história, mas com atores totalmente entregues a seus personagens, como as estrelas Michelle Dockery e Naomi Scott, que revelaram que só aceitaram o trabalho porque se apaixonaram assim que leram o roteiro.

Intérprete da advogada criminal que acusa James Whitehouse no tribunal, Kate Woodcroft, Dockery contou que foi amor à primeira lida, e que ela sentiu que sua personagem era um excelente desafio, que ficava ainda melhor por ter sido criada por um grande ídolo dela.

“Eu absolutamente amei os roteiros, quando os li pela primeira vez. Eu amei o romance. Achei que era uma história fantástica, muito poderosa. E também, a personagem era um desafio. Foi um desafio bem-vindo. Eu estava realmente animada para interpretar uma advogada, e também para fazer parte de um drama de David E. Kelley, de quem eu sou fã”, ele afirmou.

publicidade

Scott também ficou encantada com os roteiros, e quando ela leu sobre sua personagem, a assistente de Whitehouse, que tem um caso com ele, e acaba sendo estuprada pelo ex-amante, Olivia Lytton, ela viu que precisava dar vida a ela.

“Eu lia os roteiros, via todos os envolvidos, e dizia: ‘Sim, por favor.’ Achei a personagem muito interessante. É complexo, o que ela está passando. Foi apenas um desafio que eu realmente queria assumir”, ela salientou.

Naomi Scott é Olivia Lytton em Anatomia de um Escândalo (Divulgação/Netflix)

A atriz também falou sobre as cenas em que ela se dividia entre o tribunal e flashbacks do estupro, como foram feitas e como acabou sendo bastante divertido.

publicidade

“Foi engraçado porque às vezes pode parecer muito estranho quando você está dizendo uma fala no passado, mas você está realmente no presente. Com algumas dessas ferramentas que S.J. estava usando, ela dizia: ‘Eu sei que isso vai parecer muito estranho, mas você vai olhar lá em cima, e então você vai chicotear sua cabeça, e você vai dizer a linha.’ Ela sabia exatamente o que estava fazendo. Ela tinha uma visão para isso. Mesmo que algumas coisas parecessem estranhas, acho que funcionou bem. Há aquele ponto em que eu ando do elevador para o banco, a partir do momento, e eu acho que é uma metáfora muito boa para quando você está revivendo um momento traumático, e isso coloca você de volta naquele lugar. Acho que essa ferramenta funcionou bem na série. Tudo fazia sentido, é claro, quando eu vi, eu e Rupert [Friend] ficamos rindo e dizendo: ‘O que estamos fazendo, batendo a cabeça aqui e ali?’”, ela descreveu rindo.

Anatomia de um Escândalo está disponível na Netflix.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›