Doutor Estranho 2: Benedict Cumberbatch sobre liderança de seu personagem: “Ele é um estranho”

Astro adiantou que neste segundo filme solo Strange está se autoavaliando como um líder

publicidade

Nesta quinta-feira (05) Doutor Estranho no Multiverso da Loucura chega aos cinemas trazendo mais uma vez Benedict Cumberbatch no papel do poderoso feiticeiro e durante uma entrevista ao site Collider o ator falou sobre seu personagem na função de líder.

“Ele é um grande maverick. Ele é um estranho. Ele não se parece imediatamente com um líder, apesar de sua proeminência no MCU, neste momento. Isso é o que o torna realmente interessante e em conflito, como um herói”, ele ressaltou.

publicidade

Para o astro, esse segundo filme solo chega mostrando um lado diferente de Stephen Strange, mais humano e que começa a compreender melhor seu próprio poder.

“Como Sam (Rami) aludiu, é a humanidade que faz as pessoas voltarem para (ver) mais. Acho que o vemos neste filme uma interação de alguém que vimos como muito onipotente, muito criativo e onipresente, e ainda não entendemos qual é o custo disso e o que é que está alimentando isso, tanto ele como pessoa, mas também dentro deste reino misterioso de feitiçaria e magia”, ele explicou.

Ele destacou, ainda, que os fãs vão conseguir conhecer melhor o herói, que está numa fase de autoavaliação e evolução tanto como ser humano, quanto como líder.

“Trata-se de examinar isso e encontrar suas falhas, seus defeitos e sua humanidade, bem como seus pontos fortes e renovar nossa compreensão sobre ele e aprofundar nossa compreensão sobre ele. Então, no que diz respeito a um líder, isso é mais um autoexame, segurando um espelho para ele através desta incrível estrutura narrativa que temos de um multiverso de outros eus que está examinando qual é o seu potencial para liderar”

“Ele é muito melhor em ser um colaborador, em trabalhar com os outros, e ao perceber que ele não pode ser sempre o único a segurar a faca e controlar tudo ele mesmo. Essas são qualidades muito parecidas com líderes, eu diria. Ele está evoluindo”, ele garantiu.

publicidade
Doutor_Estranho_Multiverso_da Loucura_trailer2_foto1_epipoca
Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (Reprodução / Marvel)

Cumberbatch apontou que essa mudança de seu personagem começou ainda em sua interação com Peter Parker em Homem-Aranha: Sem Volta para Casa.

publicidade

“(Em Homem-Aranha: Sem Volta para Casa) Era ele tentando ser um adulto e um guardião, mas entendendo muito errado, para ser honesto. Havia alguns pobres pais naquele filme. Ele ficou bravo com o garoto. Ele tentou pegar o brinquedo de volta. Deu tudo errado”, ele afirmou.

Ele salientou que a experiência de Strange vem mais de tudo que ele aprendeu desde que se tornou um feiticeiro do que de seu tempo na função.

“Mas ele não é rígido. Ele é um personagem muito flexível que é maleável à sua experiência. Ele aprende muito rápido, não apenas intelectualmente, mas emocionalmente agora também. Ele está aprofundando sua linguagem emocional. Eu diria que ele é um líder amadurecido em vez de um mais velho”, ele concluiu.

publicidade

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura estreia em 5 de maio.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›