Disney faz campanha para Cavaleiro da Lua vencer Emmy

Estúdio deu início a uma campanha na internet

publicidade

Utilizando a edição de maio da revista Variety, a Disney deu início a uma campanha para que a série Cavaleiro da Lua possa ser considerada pelo Emmy 2022.

O destaque foi dado à atuação de Oscar Isaac nos papéis principais, conforme divulgou a conta de Twitter Oscar Isaac Info.

publicidade

No poster, a série do Universo Cinematográfico da Marvel é descrita como “Original e Empolgante”, de acordo com Alexis Nedd, do site Mashable.

Além disso, ainda traz a citação de Brian Tallerico, do site RogerEbert.com, que diz:

“Imperdível simplesmente pelo que Oscar Isaac faz em uma performance dupla fascinante.”

Veja publicação abaixo:

publicidade

Produtor de Cavaleiro da Lua deseja ver equipe dos quadrinhos no MCU

O produtor Grant Curtis revelou que tem o desejo de ver Os Filhos da Meia-Noite aparecerem em alguma produção do MCU.

publicidade

Os personagens ficaram famosos quando surgiram nos quadrinhos em 1992.

Em entrevista ao ComicBook.Com, o produtor disse que não tem conhecimento se o grupo – que é composto por figuras conhecidas como Morbius e o Motoqueiro Fantasma – terá mesmo um espaço na trama que está sendo construída atualmente, mas espera que isso aconteça.

“Essa é uma ótima pergunta para fazer ao meu chefe no corredor. Posso entrar no escritório de Kevin Feige, e ter todas as suas respostas. Não, mas falando sério. Isso está acima do meu salário, meu amigo, mas mal posso esperar para ver a resposta para isso também.” – falou ele.

publicidade

A primeira versão da equipe contava com personagens como os Andarilhos Noturnos, Morbius, Johnny Blaze e Danny Ketch (que foram duas versões do Motoqueiro Fantasma).

Além disso, outras figuras como Doutor Estranho, Gata Negra e o próprio Cavaleiro da Lua também foram parte do grupo em determinadas fases.

Cavaleiro da Lua (Reprodução / Disney+)
Cavaleiro da Lua (Reprodução / Disney+)

Diretor de Cavaleiro da Lua explicou reviravolta envolvendo Layla na série

publicidade

O diretor Mohamed Diab explicou que incluiu Layla, uma mulher egípcia com cabelos naturais cacheados, porque ele queria uma representatividade feminina maior.

Ele contou que sua filha nunca se via representada em produtos que consumia durante a infância.

“Me deixa te contar uma história sobre a minha filha rapidinho. Quando ela tinha cinco anos, ela me falou que queria alisar o lindo cabelo cacheado dela. Por quê? Porque todas as princesas da Disney tinham o cabelo liso.”

“Hoje, dando às pessoas um exemplo de herói que se parece com elas, eu vejo mensagens não só do Oriente Médio ou do Egito, mas até mesmo do sul da Ásia. Todo mundo que tem a pele mais escura dizendo: ‘Sabe de uma coisa? Eu me identifico com isso. Eu sinto e amo isso’.”

“Eu tenho orgulho disso. De poder ser parte disso, e eu só tenho a agradecer à Marvel e aos roteiristas e todos que se envolveram pelo personagem e por todo esse programa.” – disse.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›