Disney+ é alvo de protestos por adicionar séries +18 ao catálogo

publicidade

A Disney está passando por um sufoco essa semana, mais uma vez.

Depois de se envolver em uma polêmica por ter financiado parlamentares que votaram a favor de um projeto de lei Anti-LGBTQIA+, foi a vez do Parents Television Council cair matando em cima da empresa.

publicidade

Apesar de ser um conteúdo classificado exclusivamente para adultos, as séries da Marvel que estavam na Netflix até fevereiro irão ser disponibilizadas no Disney+, que já abriga os outros conteúdos sob o selo.

A adição de Demolidor, Jessica Jones, Punho de Ferro, Luke Cage, O Justiceiro e Os Defensores à plataforma vai chegar junto com uma atualização do aplicativo que vai incluir um novo Controle dos Pais. A nova função vai permitir que os conteúdos +18 não sejam exibidos em contas infantis.

Mesmo com a limitação, o conselho de pais ainda se mostrou contra a decisão de colocar séries para adultos no streaming, e fez uma declaração pública justificando sua opinião.

Os Defensores (Reprodução / Marvel)

Empresa estaria “sujando seu legado” segundo associação

publicidade

Segundo a carta aberta, os valores centrais da Disney sempre foram de conteúdo para toda a família, e que mudar isso agora por questões comerciais está “sujando o legado” da empresa.

Confira a mensagem completa a seguir:

publicidade

“Por mais de 98 anos, a Walt Disney Company tem sido sinônimo das palavras Para Toda a Família, e eu não consigo pensar em outra corporação na história dos Estados Unidos que que se construiu de forma mais clara e aparente nas costas – e nos bolsos – de pais e de famílias. A plataforma que recebe o nome da companhia Disney+ logicamente se lançou no mercado como um serviço de streaming para toda a família, e pais colocaram sua confiança na Disney para entregar apenas isso. Parece extremamente ‘fora da marca’ para a Disney+ colocar séries de classificação para maiores de 16 e 18 anos em sua programação da plataforma, ostensivamente para aumentar os lucros de assinaturas. Então o que vem a seguir, adicionar performances de striptease na Fantasyland no Disney World?
Enquanto aplaudimos a Disney+ por melhorar seu Controle dos Pais, a mera presença de conteúdo assim viola a confiança das famílias, e pode deixar eles decepcionados de maneira geral.
Não há necessidade da Disney+ competir com o conteúdo explícito de outras plataformas de streaming. A Disney já tem vantagem competitiva com uma plataforma que é a mais segura por aí para as famílias. Sua exploração de conteúdo maduro vai sujar para sempre sua coroa de conteúdo para a família toda.”

Demolidor, Jessica Jones, Punho de Ferro, Luke Cage, O Justiceiro e Os Defensores entram para o catálogo estadunidense no próximo dia 16, e também no Canadá, Reino Unido, Irlanda, Austrália e Nova Zelândia. Segundo a Disney, todos os outros países irão receber as séries até o final de 2022.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›