Loki engravidou de um cavalo? Diretor explica bizarrices do novo filme do Thor

Taika Waititi afirma que alguns detalhes malucos do filme são inspiradas na história dos vikings

publicidade

Já faz algum tempo que o diretor de Thor: Amor e Trovão, Taika Waititi prepara o público para o quão bobo e maluco o filme é, e agora ele está se defendendo que nem tudo é sua culpa, afirmando que algumas bizarrices da produção são inspiradas na mitologia nórdica.

O cineasta abordou as referências extravagantes usadas no longa, durante uma recente participação no talk show americano The Late Show com Stephen Colbert, ressaltando que elas parecem ter sido sugeridas por crianças no início da fase escolar.

publicidade

“Quando você olha para este filme, é como se perguntássemos a um grupo de crianças de seis anos o que eles queriam em um filme, e nós apenas dissemos sim a tudo. É tão ridículo”.

“Há uma nave Viking, sendo rebocada pelo espaço por duas cabras gigantes, e é nisso que Thor anda neste filme. E isso é da mitologia! Então eu vi pessoas que dizem: ‘É demais, Taika.’ Mas não inventamos, nós tiramos da mitologia”, ele explicou.

Cena do treialer de Thor: Amor e Trovão (Reprodução/Youtube)

Uma outra referência da mitologia nórdica, não utilizada no filme, que Waititi teria acontecido com Loki, que o diretor inclusive brincou que a Marvel deveria reproduzir.

“Loki em certo momento se transformou em um cavalo feminino, fez sexo com uma serpente, engravidou e deu à luz um cavalo de oito patas. Por que isso não aconteceu em Vingadores? Vamos começar uma petição, precisamos ver Tom Hiddleston grávido de um cavalo”, ele disse rindo.

publicidade

Anteriormente, o diretor já tinha dito que o longa seria bem diferente dos filmes anteriores, com um nível de loucura tão alto que possivelmente não deveria nem ter sido produzido e que poderia até terminar com sua carreira.

“Bem, só entre você e os leitores, eu fiz algumas loucuras na minha vida. Eu vivi, tipo, dez vidas. Mas é o filme mais louco que já fiz. Se você escreveu todos os elementos deste filme, não deveria fazer sentido”.

“É quase como se não devesse ser feito. Se você entrasse em uma sala e dissesse: ‘Eu quero isso e isso e isso. Quem está nele? Essas pessoas. Como você vai chamá-lo? Amor e trovão’. Quero dizer, você nunca mais trabalharia. Talvez eu não vá depois disso”, ele brincou.

publicidade

Thor: Amor e Trovão está agendado para chegar aos cinemas brasileiros em 7 de julho.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›