“Destrutivo”, diz atriz sobre possível participação de Melissa Joan Hart em O Mundo Sombrio de Sabrina

O Mundo Sombrio de Sabrina: Reprodução

A Netflix trouxe para as telas dos seus usuários a última temporada de O Mundo Sombrio de Sabrina no último dia 31 de dezembro, e apresentou um final que não foi do agrado de muita gente.

Mas nem tudo foram surpresas desagradáveis. Na parte final da série, os espectadores regulares ficaram maravilhados em ver as Tias Zelda e Hilda originais, durante a participação especial de Beth Broderick e Caroline Rhea, da série Sabrina, Aprendiz de Feiticeira, sucesso da década de 1990 (né, editor?).

Embora a participação das duas tenha tido um desfecho um tanto quanto, digamos, inesperado, os fãs antigos parecem ter ficado satisfeitos.

Mas, se as tias antigas apareceram, por que será que Melissa Joan Hart, a intérprete da Sabrina dos anos 90 não deu as caras também?

A atriz Beth Broderick explicou por que isso não aconteceu em uma entrevista concedida ao Digital Spy, na qual foi indagada a respeito do assunto. A sua resposta foi:

“Não sei. Pessoalmente, acho que teria sido difícil estruturar isso. Teria sido muito… Quase destrutivo tentar envolvê-la. Porque conosco, as tias são ainda mais velhas. Faz sentido. Mas para Sabrina se tornar de repente uma adulta com três filhos, eu acho que teria sido mais difícil fundir esses enredos, sabe?”

Para muitos fãs, nem o showrunner nem a plataforma de streaming estavam com o juízo muito perfeito ao exibir aquela salada de elementos desconexos e acelerados que culminaram com aquele final esdrúxulo e bastante criticado nas redes sociais e nos meios especializados.

Entretanto, a fala de Broderick parece ter bastante sentido, considerando que seria um pouco confuso Sabrina encontrar-se com uma outra versão de si mesma (já que já existiam duas circulando na série).

Críticas a desfecho de personagem (cuidado que tem spoilers)

Outra crítica que foi feita ao final de O Mundo Sombrio de Sabrina esteve relacionada à morte do personagem Nick, namorado da protagonista que também deu sua vida pelos seus amigos. Ao se ver sem a amada, o garoto decide nadar no Mar das Mágoas e justifica sua morte dizendo que o mar estava de ressaca.

Muitos meios de comunicação defenderam que a insinuação de suicídio poderia ser um gatilho para adolescentes predispostos a cometerem ato semelhante.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›