Comportamento de Bill Murray faz gravação de filme ser suspensa

Ator estaria segundo fontes sempre flertando, e tentando abraçar diferentes mulheres

publicidade

Quase duas semanas depois da comédia Being Mortal ter suas filmagens interrompidas, uma fonte ligada ao filme revelou que o motivo da produção ter pausado suas gravações teria sido acusações de comportamento inadequado contra Bill Murray.

Segundo o site americano Page Six, as filmagens foram suspensas provisoriamente para que seja feita uma investigação sobre a suposta conduta inapropriada do astro, que teria sido acusado de tocar constantemente as mulheres presentes no set de maneira que as deixam desconfortáveis.

“Ele estava sempre tocando, usando as mãos, em nenhuma parte íntima, mas sempre com os braços em volta de alguma mulher, tocando e puxando seus cabelos, sempre em tom de brincadeira. É uma linha muito tênue e todo mundo ama o Bill, mas apesar da conduta dele não ser ilegal, algumas mulheres [da produção] se sentiram desconfortáveis e acham que ele cruzou essa linha”, explicou a fonte não identificada.

publicidade

Uma outra fonte do site americano defendeu o ator, alegando que ele é um eterno galanteador e um romântico, e que não dá para saber se ele teria mesmo ultrapassado os limites em seu contato com as mulheres da produção.

“[O Bill Murray] Ama mulheres e ama flertar, ele adora poesia e romances, está sempre flertando, mas sempre em tom de brincadeira. Não está claro se ele cruzou uma linha”, a fonte afirmou.

Não houve nenhuma declaração oficial sobre o assunto ainda, nem por parte da produção do filme, nem de Bill Murray.

Bill Murray e Richard Dreyfuss em cena de Nosso Querido Bob (Reprodução/Youtube)

Segunda produção interrompida

publicidade

Não é a primeira vez que uma produção é interrompida pelo mal comportamento de Bill Murray no set. Segundo uma recente declaração de Ben Dreyfuss, o mesmo ocorreu em 1991 durante as filmagens de Nosso Querido Bob.

Porém nessa primeira vez as atitudes do ator não se referiam a maneira que ele tocava as mulheres presentes, mas como ele reagiu com agressividade, por ter um pedido de folga extra negado pela produtora Laura Ziskin.

O pai de Ben, Richard Dreyfuss revelou que reagiu em defesa da produtora ao ver Bill Murray arrancar os óculos do rosto dela, e viu a ira de Murray se voltar contra ele, quando ele jogou um pesado cinzeiro em sua direção e tentou agredi-lo em seguida.

O ocorrido fez as filmagens serem paralisadas e serem retomadas apenas quando foram contratados seguranças para proteger Dreyfuss de Murray.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›