Como foi processo para transformar Evan Peters em Jeffrey Dahmer?

O ator norte-americano de 35 anos passou meses estudando o personagem

Viver o serial killer Jeffrey Dahmer, em Dahmer: Um Canibal Americano, foi um desafio sombrio para Evan Peters. O americano de 35 passou meses estudando a vida do assassino.

A série da Netflix estreou no dia 21 de setembro e ficou por vários dias no Top 10, fazendo um grande sucesso do público. O criminoso também ficou conhecido como Monstro de Milwaukee e matou 17 pessoas entre 1978 e 1991.

Jeffrey Dahmer foi preso em 1991 e morreu espancado na prisão em 1994. Durante entrevista à revista Variety, Peter admitiu que ficou com medo de encarar o papel e precisou muito da ajuda do produtor Ryan Murphy.

“Eu realmente fiquei pensando se deveria ou não fazer isso. Eu sabia que seria incrivelmente sombrio e um desafio incrível. Dahmer tem as costas muito retas. Ele não mexe os braços quando anda, então coloco pesos nos braços para ver como é. Eu usava os sapatos do personagem com saltos, jeans, óculos, eu tinha um cigarro na mão o tempo todo”, explicou Evans.

“Eu queria que todas essas coisas externas fossem uma segunda natureza quando estávamos filmando, então assisti muitas filmagens e também trabalhei com um treinador de dialetos para baixar sua voz. A maneira como ele falava era muito distinta e ele tinha um dialeto. Então eu também criei essa composição de áudio de 45 minutos, que foi muito útil. Eu ouvia isso todos os dias, na esperança de aprender seus padrões de fala, mas na verdade, na tentativa de tentar entrar em sua mentalidade e entender isso a cada dia que estávamos filmando. Foi uma busca exaustiva, tentando encontrar momentos privados”, detalhou o ator que pesquisou a vida do serial killer para realizar uma atuação impecável.

Tony Hughes (Rodney Burford) e Jeffrey Dahmer (Evan Peters) em cena de Dahmer Um Canibal Americano (Reprodução Netflix)

Evan Peters confessa que foi exaustivo se dedicar ao papel de Jeffrey Dahmer durante meses

E não foi só Evan Peters que ficou preocupado com seu papel na série, a atriz Niecy Nash, que interpreta a vizinha de Dahmer, Glenda Cleveland, também confessou durante uma entrevista que era visível a dedicação do colega.

“Eu queria respeitar isso e queria mantê-lo ali. Eu rezei muito por você, de verdade, porque isso é pesado. E quando você fica [no papel] e está preso ao material, como ‘osso e medula’, sua alma fica perturbada em algum momento”, contou.

Nash disse que podia notar o cansaço de Peter. “Eu apenas disse: ‘Bem, vou me certificar de mantê-lo em minhas orações, porque isso é muito e ele quer fazer direito’.”

“É algo que pesquisamos por muito tempo. Nós, ao longo dos três anos e meio em que estávamos realmente escrevendo, trabalhando nisso, contatamos cerca de 20 das famílias e amigos das vítimas tentando obter informações, tentando conversar com as pessoas. E nem uma única pessoa nos respondeu nesse processo. Então, confiamos muito, muito fortemente em nosso incrível grupo de pesquisadores”, acrescentou o produtor Ryan Murphy.

Evan Peters como Jeffrey Dahmer em Dahmer: Um Canibal Americano (Reprodução / Netflix)
Evan Peters como Jeffrey Dahmer em Dahmer: Um Canibal Americano (Reprodução / Netflix)

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›