Ex-ator mirim de DPA diz que crescer o deixou desempregado: “Bateu desespero”

O ator de 22 anos atuou também em filmes e várias novelas globais

publicidade

Caio Manhente, astro da série infantil Detetives do Prédio Azul, contou em entrevista como foi a transição da sua carreira mirim para a fase adulta e como amadureceu com esse processo.

O ator brasileiro de 22 anos revelou para o site Tangerina que não foi nada fácil, já que começou a atuar desde cedo, mas que com o passar dos anos ele teve cada vez mais certeza que queria viver da sua arte.

publicidade

Caio revelou também que quando chegou na adolescência ele não recebia mais propostas de trabalho e foi a fase em que ele menos trabalhou: “Não chegava nem teste para eu fazer. Bateu um desespero”, lamentou.

“Eu sou muito privilegiado, estou dentro do estereótipo do menino branquinho, bonitinho, que a TV usa mais. É algo que está mudando, estão dando mais oportunidades, mas sei que o meu perfil é bem a cara que a televisão gosta. Conheci muita gente boa que não teve tanta oportunidade. Mas nessa época eu fiquei um tempo sem trabalhar, não conseguia nem mostrar minha cara para os diretores de elenco”, declarou.

Caio Manhente em Detetives do Prédio Azul (Imagem Reprodução Instagram)

Ator conta que essa experiência o fez amadurecer na carreira e encarar com mais responsabilidade

“Quando eu comecei, era uma brincadeira, algo que me dava prazer. Não que hoje eu não sinta prazer atuando, mas encaro como um trabalho, uma responsabilidade. Eu lembro que estava fazendo Boogie Oogie [2014] e foi ali que eu fiz a virada de chave, comecei a me criticar mais, ver se minha atuação estava legal. Foi um momento muito difícil de me enxergar na profissão”, detalha Caio.

publicidade

Manhente também teve experiências nas telonas e participou do filme Berenice Procura (2018), com o personagem do adolescente Thiago,  que vivia uma descoberta da sua sexualidade.

Ele também atuou em Veneza (2021), produção em que fez sua primeira cena de sexo ao lado da atriz Carol Castro. Para os fãs, foi surpreendente ver o um ex-DPA  em uma cena tão adulta.

publicidade

“As reações eram engraçadas. Mas esse é o grande barato de ser ator, né? Depois de ter feito coisas para o público infanto-juvenil, encarar algo mais sério, com uma carga dramática mais alta. São personagens muito complexos, que te levam para um outro lugar. Você tem uma troca diferente com o resto do elenco. É isso que dá mais tesão pela profissão, viver vidas diferentes”, contou.

Caio Manhente com a namorada Maria Clara (Reprodução/ Instagram)

O ator também atuou em novelas globais como O Sétimo Guardião (2018), Quanto Mais Vida Melhor (2021) e até na história bíblica da Record TV, Gênesis (2021). Caio ingressou na faculdade de cinema, época desafiadora para conciliar trabalho e estudos.

publicidade

“Eu tenho muita vontade de dirigir, queria passar por todos os processos. Tenho amigos diretores, minha namorada Maria Clara David é assistente de direção, me interesso muito pelo trabalho. Ao mesmo tempo, não me sinto tão preparado para fazer isso agora, porque boa parte do meu tempo é dedicado à atuação. Mas estar no set é uma boa preparação, se você presta atenção no que acontece à sua volta, acaba aprendendo muita coisa na prática”, explica.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›