Ator de Elvis recebeu conselho precioso de Rami Malek sobre o filme

Ator estava com medo de subir nos palcos, mesmo sendo apenas um filme.

publicidade

Apesar de ter se sentido nervoso ao viver Elvis, o ator Austin Butler resolveu ouvir o conselho de Rami Malek sobre como encarar o desafio.

Rami estrelou a cinebiografia Bohemian Rhapsody, em que interpretou outro astro da música, Freddie Mercury, cantor e membro da banda Queen. O ator até mesmo ganhou um Oscar por sua performance como o artista.

publicidade

Austin contou em um bate-papo com o Entertainment Tonight Online que o colega de profissão lhe aconselhou a aproveitar bem cada dia apesar do nervosismo, porque ele iria lembrar com carinho de tudo no futuro:

“Ele me disse, ‘Sabe do que mais? Esses dias vão provavelmente terminar se tornando seus dias favoritos’. E ele não poderia ter tido mais razão… Eu estava completamente apavorado toda vez que eu entrava em cena… Mas o Elvis dizia que sentia a mesma coisa também.”

“Eu fiquei muito nervoso e com medo dos grandes números e os figurantes, e ir lá me apresentar na frente de todo mundo”, confessou.

O ator contou que, uma vez que ele viu que o nervosismo era besteira e que ele podia se entregar no palco, aqueles viraram realmente alguns de seus momentos preferidos da produção:

publicidade

“Aquelas primeiras músicas, uma vez que você as interpreta e pensa: ‘OK, ninguém vai jogar uma pedra em mim, está tudo bem.’ Aí você sente aquela conexão e que pode se envolver com o público. Tinha dias que eu não queria nem que o dia acabasse.”

Filme deixou críticos apaixonados

Austin Butler em Elvis (Reprodução/Warner)
publicidade

Apesar de ainda não ter estrelado no Brasil, Elvis já está em cartaz nos Estados Unidos e já conquistou o coração do público e da crítica.

Quando foi lançado, a produção foi banhada em elogios de todos os lados, que consideraram a atuação de Austin perfeita de todas as maneiras. David Ehrlich, do Indie Wire, disse que o ator chamou a atenção por emprestar uma humanidade do ídolo que não era conhecida pelo público:

“A imitação imaculada de Butler de Presley seria a melhor coisa desse filme se parasse só na aparência e gestos, mas o ator faz mais do que ser uma voz musical e presença de palco de Elvis perfeitos; ele também as desafia e escapa da iconografia e dá ao filme a chance de criar um novo contexto emocional para um homem que está congelado no tempo desde antes do público alvo do filme ter nascido.”

publicidade

Elvis entra em cartaz nos cinemas do Brasil a partir do dia 14 de julho.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›