Após atitude polêmica, Jennifer Grey revela que Patrick Swayze pediu perdão na gravação de Dirty Dancing

Atriz disse que ator fazia piadas machistas e que em certo momento, ela se sentiu incomodada

publicidade

Jennifer Grey revelou em participação no programa de entrevistas The View, que o ator Patrick Swayze pediu perdão a ela no início das gravações de Dirty Dacing (1987).

Segundo notícia do site New York Post, a atriz de 62 anos participou do programa para divulgar o lançamento da sua nova autobiografia chamada Out the of Corner e durante o bate-papo ela contou que ficou resistente em trabalhar com Patrick por conta das brincadeiras que ele fazia no set de Amanhecer Violento (1984).

publicidade

O filme foi um sucesso nos anos 1980 e contou também com Lea Thompson e Charlie Sheen. Quando ela recebeu o convite para estrelar Dirty Dancing ao lado do ator, ela pensou bem antes de fazer o teste e, ao passar, contou que Patrick pediu desculpas a ela.

“O Patrick ficava fazendo pegadinhas comigo e com todo mundo. Elas eram meio machistas e eu não dava conta. Eu dizia: ‘por favor, com esse cara não dá mais'”, contou.

“Ele me chamou em um canto e disse: ‘eu te amo, eu te amo e sinto muito. Sei que você não me quer nesse filme’. E ele tinha lágrimas nos olhos. E eu tinha lágrimas nos olhos – não pelos mesmos motivos. Eu só pensava, ‘esse cara está me convencendo’. E ele disse: ‘Nós podemos quebrar tudo, podemos destruir se fizermos isso juntos’. Nós fomos lá [fazer o teste] e ele me pegou pelos braços e pensei, ‘ah, cara, eu tô dentro’”, detalhou Jennifer.

Patrick Swayze e Jennifer Grey em Dirty Dancing - Ritmo Quente (Divulgação)
Patrick Swayze e Jennifer Grey em Dirty Dancing – Ritmo Quente (Divulgação)

Jennifer Grey comparou sua atuação com Patrick Swayze com Frances Baby Houseman e Johnny Castle

publicidade

Patrick Swayze (1952-2009) morreu aos 57 anos depois de lutar contra um câncer no pâncreas. Em outra entrevista, Grey revelou que sua parceria com o ator parecia com o clássico de 1987.

“Da mesma forma que a Baby e o Johnny não podia ficar juntos, não eram naturais… Não eram uma combinação natural, certo? Nós também não éramos uma combinação natural. E o fato de precisarmos ser uma combinação natural criou uma tensão. Porque quando não é natural, você… As duas pessoas desistem, mas nos forçaram a ficar juntos”, explicou.

publicidade

“E essa imposição criou uma espécie de sinergia, algo como uma fricção. Sinto muito por não ter podido apreciar e valorizar quem você é, querendo que você fosse a pessoa que eu gostaria que você fosse”, continuou.

“Era a coisa mais estranha para mim, tipo, ‘o que há de errado comigo?’. Tipo, eu não tinha nenhum interesse. E ele era casado e muito apaixonado pela esposa. O que quer que ele fizesse, eu não… Eu estava ocupada demais com o Matthew [Broderick]. Tipo, não imagino nada mais diferente”, concluiu a atriz.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›