O Homem do Norte: Ator explica motivo de ter feito cena de luta completamente nu

publicidade

O Homem do Norte (The Northman) promete ser um épico viking. O filme tem direção de Robert Eggers, e mostra Alexander Skarsgård como Amleth, um princípe que busca vingança pela morte de seu pai.

Pelo material de divulgação, o longa metragem terá muitas cenas selvagens, e muitas delas protagonizadas por Skarsgård. Em uma entrevista para o IndieWire, o ator falou sobre a cena final do filme, onde Amelth e Fjölnir (Claes Bang) lutam nus em um vulcão.

publicidade

“Bem, era essencial estar nu. Há muitas histórias sobre os vikings tirarem suas roupas antes de uma luta por muitas razões diferentes. Uma delas é intimidar o oponente. Quando você está completamente nu, você está completamente vulnerável. É uma maneira de mostrar destemor, e também de potencialmente chocar seu oponente. Então esse sempre foi o plano”.

Skarsgård ainda criticou a industria do cinema, onde mostra violência parace ser bem mais aceito do que mostrar um corpo com naturalidade e sem tabus.

“Em nossa sociedade puritana, é mais fácil retratar a violência na tela do que a nudez, o que acho bastante estranho. Então você pode matar e cortar cabeças para a esquerda e para a direita, mas não pode mostrar nudez. Tivemos que descobrir uma maneira de fazer essa longa cena de luta [nu] e, em um ponto, houve conversas sobre: ​​’Devemos fazer isso sem camisa?’ Mas eu senti fortemente, e Rob também, que era imperativo que eles tirassem suas roupas. Eles estão completamente nus no topo desta montanha”.

Alexander Skårsgard em O Homem do Norte (Reprodução)
Alexander Skårsgard em O Homem do Norte (Reprodução)
publicidade

O ator então explicou que a ideia da luta entre os dois homens nus no vulcão surgiu desde os primeiros esboços do filme e o processo de grava a cena, que foi muito cansativo.

“Nos storyboards, havia essa imagem desses dois vikings nus lutando no topo de um vulcão em erupção, e assim tem que ser. Uma vez que eu vi, eu fiquei tipo, ‘O que é o que nós temos que almejar. Não podemos brincar com isso. Não podemos censurá-lo porque somos muito pudicos ou preocupados. Nós apenas temos que descobrir uma maneira criativa de chegar lá”.

“Tivemos que ser inteligentes sobre a forma como coreografamos essa sequência e a relação entre nós e a câmera. Trabalhamos nele por muitas, muitas semanas antes de filmar. Todas essas grandes cenas, você só precisa planejar e ensaiar meticulosamente e passar por cima de novo e de novo, para que você encontre essa fluidez, o fluxo da cena. Havia muitos componentes que eram difíceis, tecnicamente difíceis, para aquela última cena. Além disso, é o clímax emocional do filme, então você também precisa encontrar essa intensidade na sequência”.

“Eu estava com dor e cansado, mas ao pensar naquela imagem no storyboard, pensei: ‘Se pudermos chegar perto disso, valerá a pena’. Eles tinham que estar nus”.

publicidade

O Homem do Norte estreia nos cinema dos EUA no dia 22 de abril. No Brasil, o filme estria no dia 12 de maio.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›