365 DNI: diretor revela como fez cenas de sexo parecerem reais

365 DNI
365 DNI (Screenshot)

O filme 365 DNI suscitou muita polêmica quando lançado, não só por sua trama envolver um romance entre sequestrador e vítima, mas por conta das suas cenas de sexo explicitas e envolventes.

O diretor do filme polonês Bartek Cielica, em conversa com a revista Variety, contou como foram feitas as cenas mais sexuais.

“Cada cena de sexo do filme é diferente. A relação evolui. Isso começa com o medo do desconhecido e a tentação. Isso evolui entre o puro sexo e bondage, e termina com amor. A ideia era criar tensão crescente entre os dois heróis desde o primeiro encontro. Nós queríamos que o espectador participasse do jogo que Laura tenta jogar com Massimo e descobrir a sexualidade e a sensualidade dela.”

Boa parte do jogo envolvente das cenas de sexo foi possível devido à movimentação das câmeras, o que trouxe a realidade ao momento.

“Nós queríamos que a câmera ficasse o mais invisível possível, para deixá-los atuar, então as tomadas foram muito, muito longas. Nós criamos a atmosfera mais íntima que conseguimos para esses atores. Nós reduzimos a equipe de set no mínimo que conseguimos. Como isso foi controlado, eu tentei seguir a ação deles. e tentei mostrar a paixão deles de um jeito lindo. Nós queríamos que o sexo fosse autêntico. Nós queríamos que o espectador ouvisse os sussuros deles, a respiração pesada e nós queríamos mostrar o suor, a paixão. Seja natural, seja autêntico, mas não cruze a linha da pornografia.”

Para quem ainda não viu o filme, ele conta a história do mafioso Massimo, que após sofrer um trauma guarda em sua memória a imagem de Laura e decide encontrá-la. Laura em viagem para a Sicília e é sequestrada pelo criminoso. Deste modo, Massimo expõe a ela os seus planos de fazê-la se apaixonar por ele em 365 dias.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›